11

 

texto encontrado em um caderno qualquer

Eu poderia escrever sobre nossos longos beijos. Descrever como sinto cada parte minha estremecer. A vida dá destas, não é? Coloca em nossas vidas, quando a  gente menos espera, alguém para bagunçar. Daí bagunça o que a gente já não aguentava mais tão arrumadinho. Agita aquele coração que já não aguentava bater no mesmo ritmo.

Eu poderia escrever sobre o que seus olhos dizem. E em como eles te entregam. Eles dizem sobre bem mais do que você mesmo sabe. Eles dizem tanto que você não precisa pronunciar uma palavra.

Eu poderia escrever sobre as nossas longas despedidas. Sobre os beijos que poderiam durar um dia todo. Sobre minha memória armazenando seu perfume. Suas mãos que convencem meu corpo a ficar um pouco mais. Sobre nosso silêncio e como ele não incomoda. E como ele significa tão além do que qualquer palavra que poderia ser dita.

Esse texto é pra você. E ele é sobre sobre como eu por mais que tente, não consigo decifrar o que há entre nossos beijos e toques. Tudo se torna confuso e quando me vejo já estou perdida em meio à várias questões que eu sei que só o tempo irá me dizer.

Viva comigo. Não te peço nada além de uma aventura. Ainda virão mais textos.

Talvez um agora.
Talvez não.

Seja de hoje ou de outra vida,
vamos viver?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s